Prefeitos discutem repasses para a saúde na região

por Pedro Niácome, 23/10/2017 às 11:47 em Política

HPR EM PAUTA

Os prefeitos da Associação dos Municípios da Zona da Produção (Amzop) reunidos na sexta-feira (20) em Seberi, decidiram formar uma comissão que irá gestionar, em Brasília, mais recursos para hospitais da região. A decisão foi tomada após um debate em relação à necessidade de apressar os trâmites necessários para a realização da licitação e início das obras do Hospital Público regional (HPR) de Palmeira das Missões. O projeto tem garantidos parte dos R$ 165,7 milhões, recursos federais. 

O presidente da Amzop e prefeito de Rondinha, Ezequiel Pasquetti, declarou que além da soma de esforços em torno do HPR, existem um movimento na busca de recursos para o Hospital Divina Providência (HDP) de Frederico Westphalen, o qual está em fase de implantação da UTI e viabilização de novas especialidades.

Em relação ao HPR a preocupação dos Prefeitos é a demora em iniciar as obras, já que o projeto começou a ser elaborado há quase 10 anos. A comissão é formada pelos prefeitos, Eduardo Russomano Freire, de Palmeira das Missões, José Panosso de Frederico Westphalen, Gilson de Carli de Liberato Salzano e Márcio Minuzzi, de Caiçara.

Dudu disse que este é um momento de união para garantir mais recursos para o setor de saúde da região, seja em favor do HPR, HDP e outros hospitais. “O HPR atenderá 100% SUS, terá 30 mil metros quadrados de área construída e beneficiará 560 mil habitantes de 72 municípios, sendo que já temos R$ 55 milhões em caixa e a segunda licitação está para ser lançada pela Administração Municipal”, observou.

O gestor palmeirense lembrou que já foram liberadas as licenças e tem a aprovação do ministério da Saúde, secretaria estadual da Saúde do RS, Caixa Econômica Federal, Corsan, Fepam, Iphan e RGE. “Temos que implantar este hospital de média e alta complexidade, caso contrário os pacientes da região continuarão sendo atendidos em Passo Fundo, Erechim Ijuí, Porto Alegre e outras regiões, causando transtornos aos pacientes e gastos elevados para as prefeituras”, analisa.

O prefeito de Frederico Westphalen, José Panosso também saiu em defesa do HPR, e que a Administração está focada na estruturação física do HDP, com a necessidade de direcionar mais recursos para implantar novas especialidades. “Vamos trabalhar em favor do HPR e igualmente buscaremos os R$ 30 milhões para o HDP”, afirmou Panosso.

Transporte escolar e turno único

Transporte escolar e turno único também foram temas debatidos no encontro. Em relação ao tuno único ficou acertado que os Prefeitos, decidirão sobre a necessidade ou não de viabilizar esse mecanismo. Também foi demostrada a preocupação quanto ao transporte escolar de alunos da rede estadual, em razão da greve do magistério. “Existe preocupação quanto aos gastos com o serviço, os quais deveriam ser ressarcidos pelo Estado”, apontou o presidente da Amzop. Na reunião o advogado Gladimir Chiele, da Consultoria em Direito Público (CDP) fez um relato e análise sobre a situação das ações dos municípios, no caso dos funcionários públicos que, ao se aposentar permanecem no cargo. Ele também deu orientações aos Prefeitos em relação a outras situações, na área jurídica, que envolvem os municípios.

Na mesma reunião, um representante da RGE falou sobre a Nova Consultoria de Negócios e o modo de atuação, além de investimentos na Região.

Crédito: DIVULGAÇÃO/AMZOP 

 

 

 

 

Tags:   amzop   reuniao   prefeitos   hpr   saude   regiao



 

Tribuna da Produção

- O conteúdo faz a diferença - 

Desenvolvido por:

Ligue Site