Professores da Ufsm conhecem realidade dos catadores

por Pedro Niácome, 22/05 às 15:30 em Geral

INCUBADORA SOCIAL

A Associação de Catadores de Materiais Recicláveis Palmeira Verde e o Movimento Nacional de Meninos e Meninas de Rua (MNMMR) recentemente foram contemplados com o projeto da Incubadora Social da Universidade Federal de Santa Maria.

Na última sexta-feira (19) professores da Ufsm estiveram em Palmeira das Missões acompanhando de perto o trabalho dos catadores. Interlocutor do projeto, o vereador Cláudio Mineiro (PT) ressaltou a importância do projeto para promoção social dos trabalhadores. “Precisamos pensar nos grupos que historicamente no nosso país e no nosso município que tem vivido a margem da sociedade. A partir da inclusão ao projeto da Incubadora Social, os catadores terão o suporte da Universidade, permitindo qualificar o trabalho e a estrutura, capitaneando recursos para que todos tenham um trabalho mais digno”.

O presidente da Associação Antônio Eloí e a coordenadora do MNMMR, Vera Rangel, relataram as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores. De acordo com Eloí, a partir do acompanhamento da Ufsm será possível buscar melhorias, com a qualificação dos catadores. “Atualmente não há uma destinação correta de materiais, a exemplo do vidro, isopor e eletrônicos. É preciso reeducar a forma de separação e aproveitamento do lixo”, considera o presidente.

Para o professor da Ufsm, Ascisio Pereira, o contato entre a Universidade com a comunidade é de suma importância. Segundo ele, se faz necessário buscar mecanismos junto ao poder público para que se possa expandir o projeto dos catadores com a coleta seletiva na cidade. Em Palmeira das Missões as atividades serão ministradas pela professora Neila Santini de Souza.

O processo para a conquista desse projeto começou em fevereiro deste ano com a apresentação do projeto para os papeleiros. Posteriormente, foi encaminhado à Ufsm uma proposta de trabalho que foi disputou e foi selecionado, dentro de um edital público, com mais 9 propostas de todo o Estado. 

A Incubadora Social desenvolve projetos estruturados para grupos em situação de vulnerabilidade social para assim vivenciar outra concepção de Universidade, comprometida com as demandas de grupos sociais historicamente ignorados, mediante a transformação dessas demandas em problemas de pesquisa e processos educativos. A Incubadora terá a duração de 3 anos e beneficiará, inicialmente, 35 famílias, podendo esse número aumentar durante a duração do projeto. 

Fotos: Pedro Niácome/TP

Tags:   incubadora   social   palmeira-das-missoes   ufsm



 

Tribuna da Produção

- O conteúdo faz a diferença - 

Desenvolvido por:

Ligue Site