Motorista que atropelou e matou ciclista é indiciado por homicídio doloso

por Camila Scherer, 23/02/2018 às 09:07 em Geral

A Polícia Civil divulgou na tarde desta quinta-feira (22) a conclusão do inquérito sobre o atropelamento do ciclista e médico Jonatas Conterno, 37 anos, na ERS 153 saída de Passo Fundo para Ernestina no último dia 13 de fevereiro. 

A delegada responsável pelo caso, Daniela de Oliveria Mineto, revelou que Manoel Fernandes, de 30 anos, foi indiciado por homicídio doloso (quando aceita o risco), omissão de socorro e embriaguez ao volante.

Inicialmente Manoel havia sido indiciado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Na justificativa a delegada explicou que o acusado teve diversas formas de evitar o crime.

Ele saiu de casa para ir a uma festa onde sabidamente se consome álcool, foi com seu carro, com intenção de dirigir na volta. Poderia ter bebido água ou refrigerante para não se embriagar e, por último, se embriagado, poderia ter pego um táxi, pois na saída do evento haviam diversos taxistas, evitando assim o risco de causar algum acidente.

Baseado nisso o inquérito concluiu que Manuel Fernandes teve todas as chances de evitar o pior, mudando então seu enquadramento para homicídio doloso.

Preso em flagrante desde o dia em que matou o médico atropelado, Fernandes fica agora à disposição da justiça. A delegada reconheceu que há diversos mecanismos na justiça para que ele seja solto, até que responda de fato pelo homicídio doloso.

 

RÁFIO UIRAPURU/ FOTO:MATHEUS MORAES/DM

 

Tags:   morte-ciclista   passo-fundo



 

Tribuna da Produção

- O conteúdo faz a diferença - 

Desenvolvido por:

Ligue Site