8º dia de greve: caminhoneiros protestam mesmo após anúncio de Temer

por Pedro Niácome, 28/05/2018 às 08:03 em Geral

Temer anunciou medidas após reunião com caminhoneiros, mas protestos seguem em 18 estados e no DF

O presidente da República, Michel Temer, anunciou neste domingo (27) novas medidas para a redução no valor do diesel, em mais uma tentativa de por fim à paralisação dos caminhoneiros que já dura 8 dias e provoca desabastecimento em várias partes do país. 

Entre as medidas anunciadas está a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel por 60 dias, e a isenção de pegamento de pedágio para eixos suspensos de caminhões vazios.

Representantes de caminhoneiros autônomos que se reuniram no Palácio do Planalto com Temer afirmaram que aprovam as medidas e que orientariam a categoria a encerrar a greve assim que elas fossem publicadas.

Após a fala de Temer, o ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) afirmou que essa redução de R$ 0,46 no preço do diesel custará ao governo R$ 10 bilhões e que os recursos serão cobertos pelo Tesouro via crédito extraordinário.

O movimento do governo, porém, não surtiu efeito, e os caminhoneiros mantiveram a paralisação nesta segunda-feira (28) em 18 estados e no DF. Conforme a PRF, há 89 pontos de mobilização de caminhoneiros no Rio Grande do Sul, entre os quais Palmeira das Missões.

Temer autorizou o uso das Forças Armadas para desbloquear as estradas e editou um decreto permitindo ao governo assumir o controle de caminhões.

Tributos relacionados a gasolina e o álcool não foram modificados. Durante o pronunciamento, foram registrados panelaços no DF, Rio de Janeiro e São Paulo.

Foto: Pedro Niácome/TP

Tags:   caminhoneiros   8-dia



 

Tribuna da Produção

- O conteúdo faz a diferença - 

Desenvolvido por:

Ligue Site