Pais e alunos buscam solução para escola Borges do Canto

por Pedro Niácome, 12/04/2018 às 16:38 em Educação

A aflição continua...

Um dilema que se arrasta há mais de quatro anos. Pais, alunos, professores e funcionários aguardam aflitos por uma solução para o Instituto de Educação Borges do Canto, que segue com as atividades parciais em razão do impasse em torno do início da troca e instalação do novo sistema elétrico. 

Com cartazes e apitos, o Conselho de Pais e Mestre (CPM) da escola decidiu promover uma caminhada na área central de Palmeira das Missões na tarde de hoje (12. Os participantes seguiram até o prédio da 20ª Coordenadoria Regional de Educação.

Além de alertar a comunidade sobre o funcionamento parcial das atividades da escola, a ideia foi mostrar a preocupação com a insegurança com os alunos e frequentadores do educandário. Pai de aluno e integrante do CPM, Alan Signori relata que o caso é grave, e que o intuito é colaborar com a escola e a 20ª CRE no sentido de resolver a situação o quanto antes. “Vai ser solicitado, junto a 20ªCRE, uma nova vistoria de um engenheiro elétrico. Com o laudo em mãos teremos uma garantia de um responsável se a escola poderá continuar dando aulas ou não. O fato é, que em decorrência desse impasse, com atividades parciais desde 2016, os estudantes estão perdendo em qualidade educacional”, considera Alan.

Durante o encontro entre os organizadores do ato, os membros da 20ª CRE deixaram claro que entendem a angústia dos pais, mas no entanto a Coordenadoria vem tomando as medidas cabíveis para agilizar o início dos serviços de melhoria. “A coordenadora Ana Jossade está em POA tratando dos encaminhamentos legais do processo. Os procedimentos formais foram finalizados, com o empenho dos recursos para efetivação do projeto, com provável deposito na conta da Escola até esta sexta-feira – 13 de abril. A partir disso teremos condições de darmos encaminhamento no processo de licitação e início da obra. Acreditamos que esses procedimentos terão celeridade a partir de agora em face da necessidade urgente da recuperação elétrica da escola, e por seguinte trazer tranquilidade para toda a comunidade escolar”, aponta o coordenador de Finanças da 20ª CRE, João Garibaldi.

Ele explica que o projeto dependia da liberação do pagamento do novo projeto, no valor de R$6 mil. A liberação do repasse financeiro dependia da inclusão no valor orçamentário anual do Estado, responsável pelo pagamento. Inicialmente havia uma previsão de liberação de recursos para a obra na ordem de R$500 mil, e que acabou sendo suspenso no ano de 2016 em virtude das dificuldades financeiras do Governo do Estado. A alternativa foi buscar os recurso através do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), cujo limite de repasses é de R$ 150 mil. A ideia, segundo ele, é iniciar os serviços com o valor disponível e correr atrás de mais recursos para a subestação de energia.

As aulas não foram suspensas. No entanto, os pais deram o prazo de uma semana para que seja apresentado um novo laudo, bem como os encaminhamentos do processo de licitação.  

Fotos: Pedro Niácome/TP

Tags:   borges   canto   palmeira   das-missoes   sistema   eletrico



 

Tribuna da Produção

- O conteúdo faz a diferença - 

Desenvolvido por:

Ligue Site