Sicredi é destaque entre os melhores fundos de renda fixa

11/01/2019

O Sicredi – instituição financeira cooperativa com mais de 3,9 milhões de associados e atuação em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal – é destaque entre os “Melhores Fundos de Renda Fixa”, no especial “Onde Investir em 2019” da revista IstoÉ Dinheiro. Além do Sicredi ser o único sistema cooperativo de crédito da lista, o Fundo Sicredi FI Institucional RF, único na categoria Indexados, figura como um dos menores índices de risco versus retorno (1,51), além do segundo melhor percentual de retorno em 12 meses (6,85%) e 24 meses (19,31%) e, ainda, da segunda menor taxa de administração ao ano (0,20%).

Ricardo Sommer, diretor de Gestão de Recursos de Terceiros da Confederação Sicredi, associa este reconhecimento à credibilidade e transparência das operações da instituição financeira cooperativa. “A presença do Sicredi entre os ‘Melhores Fundos de Renda Fixa’ do especial ‘Onde Investir em 2019’ da IstoÉ Dinheiro reforça o espaço que temos conquistado cada dia mais no segmento de fundos de investimento, graças à segurança e rentabilidade dos nossos produtos”, afirma o executivo.

63º entre os 200 maiores grupos empresariais
O Sicredi foi destaque, mais uma vez, no Valor Grandes Grupos. Elaborado pelo Valor Econômico, o anuário publicado em dezembro, apresenta a radiografia das 200 principais corporações em atividade no Brasil. Na edição de 2018, que considera as demonstrações financeiras combinadas, o Sicredi figura na 63ª posição, além do 12º lugar entre as 20 maiores da área de finanças, subindo duas posições em relação ao ano passado.

Nesta edição, o Sicredi também ocupou o 14º lugar entre os grupos que mais cresceram por receita; 8º lugar entre os 20 maiores em Patrimônio Líquido (mesma posição do ano passado); entre os 20 maiores em Lucro Líquido (duas posições acima ante o ranking de 2017); e 7ª colocação entre os 20 melhores em Rentabilidade Patrimonial.

O Valor Grandes Grupos traz organogramas completos com as participações acionárias de grupos empresarias cuja receita somada equivale a 50% do Produto Interno Bruto (PIB), além de projeções e análises de especialista sobre quatro grandes setores: comércio, indústria, serviços e finanças.

DIVULGAÇÃO/SICREDI