Nutricionistas da UFSM visitam população de Palmeira das Missões para pesquisa sobre controle da obesidade

12/02/2020

Desde o mês de janeiro, três nutricionistas formadas na Universidade Federal de Santa Maria, campus Palmeira das Missões, realizam visitas nos domicílios do município para entrevistar adultos residentes na faixa etária de 20 a 59 anos. A ação, que iniciou no Bairro Vista Alegre e Bairro Lütz, faz parte de uma pesquisa para verificar os fatores associados ao excesso de peso da população de Palmeira das Missões.

As nutricionistas, Daniela Paini, Larissa Santos Pereira e Taane Agüirre pretendem fazer a coleta de dados de aproximadamente 700 domicílios do município, que serão sorteados proporcionalmente à população pertencente ao território das 9 Estratégias de Saúde da Família localizadas na zona urbana. A atividade faz parte da pesquisa “Conhecimento sobre alimentação saudável e adequação às recomendações alimentares e nutricionais brasileiras: indissociabilidade entre a pesquisa epidemiológica, ensino e extensão na atenção nutricional no âmbito do SUS”, que integra o estudo nacional “Enfrentamento e Controle da Obesidade no Âmbito do SUS”, realizado em 22 estados do país, através de financiamento do Ministério da Saúde e do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

No Estado do Rio Grande do Sul, a pesquisa será realizada em 110 municípios das 3ª, 6ª e 15ª Coordenadorias Regionais de Saúde, sob a Coordenação da Universidade Federal de Pelotas em colaboração com a Universidade de Santa Maria, campus Palmeira das Missões, Universidade Federal da Fronteira Sul, Universidade de Passo Fundo, Prefeitura Municipal de Pelotas e Secretaria Estadual de Saúde do Rio Grande do Sul.

Em Palmeira das Missões, as professoras Greisse Viero da Silva Leal e Adriane Cervi Blümke, do curso de Nutrição da UFSM, são as responsáveis pelo estudo. De acordo com as docentes, o grupo pretende fazer o diagnóstico com gestores e profissionais de saúde em relação à atenção nutricional, avaliando seu conhecimento sobre alimentação adequada e saudável tendo como base as recomendações alimentares e nutricionais oficiais brasileiras. Além disso, serão realizadas oficinas com os gestores e profissionais de saúde representantes de todos os 26 municípios da 15ª Coordenadoria Regional de Saúde a fim de capacitá-los para o enfrentamento da obesidade no âmbito da atenção primária.

Segundo a professora Greisse, o objetivo da pesquisa é descobrir quais são os fatores associados ao excesso de peso no município a fim de propor estratégias para o controle e a prevenção da obesidade nas unidades de saúde do município, por isso, a participação da comunidade é fundamental. “Contamos com a colaboração de todos aqueles que receberem a visita das nossas entrevistadoras em suas casas, pois suas respostas ao questionário proporcionará os resultados necessários para identificar o que precisa ser mudado em relação ao atendimento pelas equipes de saúde a fim de reduzir o excesso de peso e as doenças associadas, como diabetes, pressão alta e doenças do coração”.

Para mais informações sobre a pesquisa, acesse a página no Facebook Projeto Ecosus ou o site https://wp.ufpel.edu.br/ecosusufpel/.

Assessoria de Comunicação UFSM-PM